Qual é a sua meta?, por Profª Laurady Figueiredo

/ 0 Comentários / 421 Visualizações /

Avalie esse post

Certamente, na sua infância e adolescência você ouviu a célebre pergunta: “O que você vai ser quando crescer?

 

Creio que durante a sua vida, você deve ter se perguntado a mesma coisa algumas vezes, o que é absolutamente natural, levando-se em conta que vamos nos descobrindo e redescobrindo todos os anos, e porque não dizer a cada dia.

 

Ninguém sabe ao certo que curso quer fazer, se com certeza terá as aptidões necessárias para a carreira escolhida, se ganhará dinheiro suficiente para atingir suas expectativas e, enfim, se ficará realizado profissionalmente.

 

Sofremos influências de nossos pais e familiares, dos amigos, do namorado ou namorada, de professores, da mídia, das pesquisas, dos testes vocacionais, mas, no final das contas, nenhum desses agentes pode nos dar certeza de que teremos sucesso e de que seremos verdadeiramente felizes.

 

De fato, não é possível prever o futuro e somente o esforço pessoal poderá garantir uma boa semeadura e alguma colheita daqui alguns anos. Ainda que alguns acreditem em previsões, sem qualquer crítica em relação às crenças pessoais, sem aprendizado, dedicação e suor, nada acontecerá.

 

Pois bem, já que você está aqui, lendo esse artigo, você já deu um grande passo e fez uma importante escolha. Ou é acadêmico do curso de direito, ou já é bacharel e se prepara para o Exame de Ordem.

 

Em qualquer uma das hipóteses merece parabéns, pois muitos não são capazes de realizar essa escolha e permanecem inertes, com a mesma pergunta que ouviam na infância: “O que eu vou ser quando crescer? ”

 

Assim, vamos juntos pensar em como tornar essa jornada um pouco mais tranquila, seja para a conclusão do seu curso de Direito, seja para a sua preparação e aprovação no Exame de Ordem.

 

Não há dúvida de que dificuldades aparecerão no caminho e algumas vezes você ficará tentado a abandonar tudo. Já sentiu isso alguma vez?

 

Pois bem, minha sugestão é para que em primeiro lugar você reconheça ou reafirme o que vamos chamar de meta. Qual é a sua meta?

 

A meta é algo importante para sua realização pessoal, para sua felicidade. É um desafio e tem objetivos específicos a serem alcançados. Portanto, a meta é algo possível, alcançável, mas depende das suas ações.

 

A meta é mais do que um simples sonho, pois você pode sonhar com qualquer coisa, até mesmo coisas impossíveis.

 

Além disso, sonhos você pode ter vários, são mutáveis de acordo com o seu momento de vida, com os seus desejos e vontades. As metas são reais, você pode até ter mais de uma meta, mas sabe que deve persegui-las para conquistar a sua felicidade.

 

É importante que você não faça confusão entre meta e projeto. Já deu para perceber que a meta é algo relevante para sua vida, completa o seu ser e traz realização pessoal ou profissional, ou ambas.

 

O projeto é algo que você pode realizar, porque já possui todas as ferramentas e conhecimentos necessários. É algo que não tem nenhuma chance de fracasso, é óbvio.

 

A meta não! Para atingir a meta você deve vencer várias etapas, adquirir conhecimentos específicos, dedicar-se. Você não tem todas as ferramentas e deverá encarar todos os desafios a cada dia.

 

Dificuldades de aprendizado, falta de interesse ou concentração, “amigos” que oferecem melhores opções do que o estudo, trânsito, falta de tempo, excesso de trabalho e tantos outros fatores podem fazer com que você desista. Não permita que isso aconteça, se você realmente encarou a sua formação acadêmica e a sua inscrição na OAB como uma meta.

 

Metas nos tornam pessoas melhores, mais organizadas e conscientes de que temos que cumprir tarefas, ainda que maçantes, ainda que difíceis.

 

Para nossas metas não falta tempo, não falta disposição, não falta alegria de poder todos os dias agradecer a Deus por ter nos mostrado o caminho.

 

Quanto mais difícil o caminho, mais gratificante atingir a meta!

 

Ótimo semestre aos meus alunos e ex-alunos do curso de Direito.

 

Aos que se preparam para o Exame de Ordem, não se distanciem um só minuto da meta de ser um excelente advogado!

 

 

 

Deixe seu Comentário