Habilidades de estudo que você precisa conhecer – Parte 1

/ 0 Comentários / 643 Visualizações /

Avalie esse post

Conheças as cinco melhores técnicas de estudo que o Dr. Kenneth Higbee apresenta em seu livro “Sua Memória: como funciona e como melhorá-la”. Essas poderosas estratégias irão fazer seu estudo render além do que imagina, são elas:

1-    Reduzir a interferência

2-    Estudo fracionado

3-    Use todo e parte do Aprendizado

4-    Recitá-lo

5-    Faça um Sistema de Estudo

Dr. Higbee refere-se a estas como “estratégias para a aprendizagem eficaz”. Com elas você será capaz de memorizar o conteúdo definitivamente e com muito mais facilidade!

 

Acompanhe nossa série de 5 posts que irão revolucionar seus estudos.

 

#1: Reduzir a interferência

Uma das principais causas do esquecimento é a “interferência”. A interferência ocorre quando a informação que você aprendeu anteriormente, interfere (fica no caminho) da nova informação, que é semelhante.

 

O cérebro pode misturar as novas informações com o que foi aprendido antes. Por exemplo, suponha que você conheceu várias pessoas em uma conferência de negócios na semana passada. Então, você se encontrou com várias outras pessoas em uma festa na noite passada. A interferência pode te levar a confundir os nomes das pessoas dos dois eventos.

 

Existem várias estratégias individuais que você pode empregar para manter interferência num nível mínimo:

 

Conheça todo o material. Quanto mais você conhecer o material, menor a probabilidade de ocorrer uma interferência. Para ter este domínio, continue a estudar além do ponto, que você possa apenas recordar a informação.

Por exemplo, suponha que você precise memorizar um discurso presidencial. Ao invés de parar depois que você é capaz de lembrar-se do discurso apenas uma vez, sem erros, continue a estudar ainda mais, até atingir a mestria. Este domínio fortalece a memorização de qualquer conteúdo, e acaba reduzindo possíveis interferências.

 

Outra forma de reduzir a interferência é tornar o conteúdo significativo. Para gravar o que você está aprendendo, o material precisa fazer sentido, em vez de apenas ser aprendido de cor.

 

Como tornar tornar o conteúdo significativo?

1-    A familiaridade. Quanto mais você sabe sobre um assunto, mais fácil é aprender novo material relacionado a ele. Por exemplo, os jogadores de xadrez experientes são capazes de memorizar novos movimentos mais rapidamente do que outras pessoas que não estão familiarizadas com o xadrez.

2-    Rime. Se você pode converter a informação que você precisa lembrar em uma rima, será mais significativo e, portanto, mais fácil. Mesmo que você leve algum tempo para construir uma rima para determinada informação, irá colher o benefício de familiaridade mais tarde.

3-    Padrões. Da mesma forma que rimar torna a informação mais significativa, os padrões tem o poder de fazer o mesmo. Ao aprender uma lista de códigos, identifique padrões ou regras que podem ajudá-lo a memorizar rapidamente. Em números de documentos, por exemplo, quebre os números de em padrões memorizáveis, se possível. O número 345376388391 pode ser padronizado se percebermos que a cada quarto números temos um “3”, como em 345-376-388-391.

4-    Minimizar Atividade Interveniente. A interferência aumenta à medida que a quantidade de atividade entre o tempo de estudo e o tempo de recordar do material aumenta. Um monte de intervenções na atividade mental especialmente, aumenta as chances de interferência.

 

Se você tem uma prova chegando, a melhor maneira de minimizar a interferência é ir dormir (supondo que você tenha estudado o suficiente). Isso porque não é recomendado estudar vários assuntos, principalmente quando são assuntos semelhantes.  Por exemplo, suponha que você precisa estudar bioquímica, química orgânica, e trigonometria durante os próximos dias. Como bioquímica e química orgânica são um pouco semelhantes, seria melhor estudar trigonometria entre eles para diminuir a possibilidade de interferência.

 

Outra forma comprovada de reduzir a interferência é criar diferentes contextos. Por exemplo, suponha que você está estudando francês e espanhol. Para evitar confusão, estude francês em um quarto e espanhol na sala. Use também diferentes cores de canetas quando tomar notas.

 

A pesquisa mostra que há melhor lembrança e menos interferência se apenas um assunto é aprendido durante uma sessão de estudo em particular. Portanto, evite estudar todos os assuntos ao mesmo tempo.

 

Mesmo se você não tiver vários dias para separar o seu estudo, uma pequena pausa já ajuda. Por exemplo, depois de estudar matemática, levante-se e faça um intervalo antes de começar Inglês. Pegar um lanche também auxilia a redefinir o seu cérebro e prepará-lo para o próximo assunto a ser estudado.

 

 

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *