Habilidades de estudo que você precisa conhecer – Parte 2

/ 1 Comentário / 366 Visualizações /

Avalie esse post

Conheças as cinco melhores técnicas de estudo que o Dr. Kenneth Higbee apresenta em seu livro “Sua Memória: como funciona e como melhorá-la”. Essas poderosas estratégias irão fazer seu estudo render além do que imagina, são elas:

 

1-    Reduzir a interferência – Clique aqui e confira!

2-    Estudo fracionado

3-    Use todo e parte do Aprendizado

4-    Recitá-lo

5-    Faça um Sistema de Estudo

 

Dr. Higbee refere-se a estas como “estratégias para a aprendizagem eficaz”. Com elas você será capaz de memorizar o conteúdo definitivamente e com muito mais facilidade!

 

Acompanhe nossa série de 5 posts que irão revolucionar seus estudos.

 

#2 Estudo Fracionado

 

Horário de estudo. A segunda das melhores técnicas de estudo recomendados pelo Dr. Higbee é o estudo fracionado. Se você precisa estudar uma matéria, como Direito Tributário, por exemplo, é melhor fazer em três sessões de 1 hora do que em uma longa sessão de 3 horas.

 

Absorver todo o conteúdo em uma sessão de estudo é uma forma pouco produtiva para realmente aprender. Fracionar o material em diferentes sessões, melhora a memorização. Mas para fazer isso com sucesso, é necessário ter domínio sobre seu plano de estudos e seu mapa do tempo.

 

Se você quiser uma vantagem sobre seu concorrente ou colega de classe, comece a estudar antes do tempo, e a separar seus estudos para cada assunto em mais de uma sessão. Há pelo menos 3 razões pelas quais esta aprendizagem espaçada é melhor do que aprender o conteúdo de forma intensa.

 

1-    Os limites de atenção. Não existe um limite para quanto tempo você pode se concentrar em um determinado conteúdo. Se você tentar aprender muito de uma vez, a sua capacidade de se concentrar é reduzida. A falta de concentração e atenção resulta em uma má recordação do material.

2-    Consolidação durante os intervalos. O cérebro reforça memórias durante os intervalos. Quando você tenta absorver tudo de uma vez, não há quebras significativas. Sendo assim, a consolidação de memórias é menor.

3-    Diferentes contextos. A memória é auxiliada pelo contexto ambiental. Em outras palavras, o quarto que você estuda, o tipo de caneta ou lápis que você usa e até mesmo o seu humor pode ligar o aprendizado com o que você pode se lembrar do material na hora da prova.

 

Portanto, quanto mais sessões de estudo para determinada disciplina, maior a chance de que o seu estado de espírito irá coincidir com o meio ambiente durante o seu tempo de teste. E isso pode, subconscientemente, auxiliar sua memória.

 

Entretanto, devido a esses 3 fatores, há um limite para o benefício de espaçamento. Dividindo três horas em 18 sessões de estudo de dez minutos não é provável que seja eficiente.

 

Use como regra geral: sessões mais curtas para assuntos mais difíceis e mais longas para os assuntos mais fáceis. Quanto mais maduro você é ou mais avançado com o assunto, maior o tempo você poderá estudar por sessão.

 

 

 

One Comment

  1. […] possui habilidade para escrever, por exemplo, pode escrever mais e melhor do que uma pessoa que não possua tem […]

Deixe seu Comentário