Logo

Compartilhar senhas de plataformas como “Netflix” é considerado crime nos EUA

/ 0 Comentários / 156 Visualizações / 20 de julho de 2016

Avalie esse post

Nos EUA, uma recente decisão judicial considerou criminosa a conduta de compartilhar login e senha de acesso às plataformas de filmes e séries, como Netflix ou HBO.

 

Em julho deste ano, uma instância jurídica dos EUA considerou ilegal a atitude tomada por David Nosal contra a empresa em que trabalhava. Acontece que Nosal saiu da empresa para abrir um serviço concorrente e, durante o processo, utilizou as credenciais de seus ex-colegas para baixar informações privadas da empresa em que trabalhava, com a finalidade de ter vantagens competitivas sobre ela.

 

O Ato Contra Fraude e Abuso Virtual ajudou a corte americana a decidir a favor da criminalização do compartilhamento de senhas fornecidas por prestadores de serviço.

 

Portanto, a lei não é restrita somente à Netflix, pois a decisão tornou ilegal qualquer compartilhamento de senhas em redes sociais, sites de internet banking e outros tipos de acesso que requisitam login.

 

A Netflix afirmou em outra ocasião que não acompanha o número de pessoas que compartilham senhas, pois é difícil contabilizar. A empresa também disse que não vê problema na forma como as pessoas compartilham suas senhas com amigos, já que, eventualmente, eles passam a assinar o serviço depois de receber a senha compartilhada.

 

Desde o início, o serviço do streaming foi bastante generoso com a liberdade que dá aos usuários para compartilhar suas senhas. De acordo com os últimos dados disponíveis, cerca de dois terços do total de assinantes do serviço – ou seja, cerca de 54 milhões de pessoas – compartilham suas senhas com amigos ou parentes.

Deixe seu Comentário

EXAME OAB

SEJA O PRIMEIRO A SABER DAS NOVIDADES

Cadastre-se na nossa newsletter!

Também odiamos Spam. Seu cadastro está 100% seguro.

OBRIGADO POR SE CADASTRAR!