Campanha Nacional pela Dignidade dos Honorários

Conheça a Campanha Nacional pela Dignidade dos Honorários

/ 0 Comentários / 161 Visualizações /

Avalie esse post

A Campanha Nacional pela Dignidade dos Honorários, envolve uma ação conjunta do Conselho Federal da OAB e as 27 seccionais locais, com o intuito de garantir o pagamento de verbas honorárias justas e decentes aos advogados.

 

Para fins de divulgação da campanha, são disponibilizados selos para documento (petições, ofícios, etc), etiquetas para lapela, adesivos para carro e o cartaz da campanha, todos com o tema: “Honorários Dignos: Uma Questão de Justiça”. Os materiais são gratuitos e personalizáveis para o advogado que indicar sua seccional e baixar o arquivo para seu computador, através do hotsite exclusivo da campanha.

 

O presidente da OAB Nacional, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, destaca a luta da entidade contra honorários em valores insignificantes. “Trabalhamos para evitar que os advogados sejam submetidos a honorários irrisórios. Advogado valorizado, cidadão respeitado, esse é o slogan da campanha em defesa das prerrogativas. O profissional tem direito à percepção de honorários dignos para que ele possa bem representar a sociedade brasileira”, defende.

 

O vice-presidente Nacional da OAB e coordenador da Campanha Nacional de Valorização dos Honorários, Claudio Lamachia, ressalta a importância da questão para a advocacia brasileira. “Esta é uma das principais lutas da atual gestão da OAB. O aviltamento da verba honorária não será aceito em nenhuma hipótese. Convocamos cada um dos 800 mil advogados brasileiros a colocar o selo da campanha em suas petições, a etiqueta em sua lapela, o adesivo em seu carro e o cartaz em sua seccional. Os magistrados têm de ter consciência que podem ser amanhã os primeiros a necessitar de um advogado”, frisou.

 

O Conselho Federal da OAB disponibiliza, ainda, a Ouvidoria de Honorários, canal direto e exclusivo para denúncias sobre a omissão de cobrança justa da verba honorária advocatícia.

 

Com informações de: OAB

Deixe seu Comentário