Empresa de telefonia é multada por marketing direto ativo

/ 0 Comentários / 75 Visualizações /

Avalie esse post

A insistência do telemarketing pode custar caro. Foi o que aconteceu com a operadora de telefonia Claro, multada em R$ 2 milhões, por violação da norma de proteção ao consumidor, ao realizar insistentemente a prática de marketing direto ativo.

 

A multa foi aplicada pela Segunda Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Poços de Caldas e a empresa ainda pode recorrer da decisão no prazo de dez dias.

 

De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais, a operadora enviou mensagens de texto e fez ligações telefônicas, inclusive no período entre 21h às 8h, para um cliente de Poços de Caldas que havia solicitado o cadastro de seu número na lista antimarketing gerenciada pelo Procon.

 

Como os telefones cadastrados nessa lista não podem ser alvos de marketing direto ativo, a empresa foi processada.

 

“A empresa autuada insistia na prática do marketing direto ativo, incomodando o consumidor que, de antemão, manifestou o desejo de não receber mensagens de telemarketing de quaisquer empresas”, completou Sidnei Boccia Pinto de Oliveira Sá, promotor de Justiça de Poços de Caldas.

 

 

Com informações de Folha de S. Paulo

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *