Exame de Ordem completa 40 anos em 2014

/ 0 Comentários / 87 Visualizações /

Avalie esse post

Em 1974, foi aplicado o primeiro Exame de Ordem obrigatório na sede da OAB em São Paulo, por iniciativa do então presidente estadual, Cid Vieira de Souza. Aos poucos, o Exame foi expandido e sua organização era feita através das seções estaduais da Ordem. Por fim, em 2010, tornou-se unificado em escala nacional, com a padronização do conteúdo da prova, data de aplicação e utilização de critérios para correção e avaliação.

 

A primeira edição do Exame contou somente com 211 inscritos, sendo 154 aprovados. Atualmente, o número de inscritos ultrapassa os 100 mil por ano em todo país. Com o aumento de instituições que ministram cursos jurídicos, o Exame demonstra ser um instrumento necessário para mensurar a qualificação e os conhecimentos do bacharel que deseja advogar.

 

O Exame de Ordem é dividido em duas fases. Na primeira, o candidato deve responder 80 questões objetivas sobre Direitos Humanos, Código de Defesa do Consumidor, Estatuto da Criança e do Adolescente, Direito Ambiental, Direito Internacional, Estatuto da Advocacia e da Ordem dos Advogados do Brasil, Regulamento Geral e Código de Ética e Disciplina da OAB. Na segunda fase, a prova consiste na redação de uma peça profissional e a resolução de quatro questões dissertativas.

 

A aprovação é requisito necessário para a inscrição nos quadros da OAB como advogado, conforme previsto no artigo 8º, IV, da Lei 8.906/1994.

 

Com informações de: oabsp.org

 

Deixe seu Comentário