Mulher solicita indenização de US$ 123 milhões ao Facebook

Mulher solicita indenização de US$ 123 milhões ao Facebook

/ 0 Comentários / 209 Visualizações /

Avalie esse post

Uma americana entrou com duas ações na justiça, sendo uma contra o Facebook, solicitando uma indenização de US$ 123 milhões, e outra contra um “amigo” que, irado com o fim do relacionamento amoroso entre eles, publicou no Facebook um perfil falso com fotos dela nua.

 

Entretanto, todas as fotos foram produzidas pelo Photoshop, programa de edição de imagens, onde o rosto utilizado nas imagens era realmente dela, porém o corpo era de outra mulher. Atualmente, as mulheres têm conquistado resultados positivos na justiça americana em ações qualificadas como “pornografia vingativa”, que se trata de fotos e vídeos feitos por companheiros durante o relacionamento e publicados nas redes sociais por vingança, após o término da relação.

 

O Facebook integra o processo porque se recusou a atender diversos pedidos da autora da ação, durante meses, para desativar o falso perfil, que só foi tirado do ar em fevereiro depois que o Departamento de Polícia de Houston, onde reside a vítima, requisitou os registros da empresa com o intuito de localizar a fonte de postagem do perfil.

 

O interessante nessa ação foi como a demandante e seu advogado chegaram ao valor de US$ 123 milhões de indenização. Eles alegaram que todos os usuários do Facebook teriam acesso ao perfil falso e calcularam que uma indenização de 10 centavos de dólar por pessoa seria suficiente, considerando que o Facebook tem 1,23 bilhão de usuários.

 

A justificativa do pedido de indenização desenvolvida pelo o advogado é de que o falso perfil é “intencionalmente ofensivo, depreciativo e calunioso” e argumenta que a exposição provocou na demandante “trauma significativo, humilhação extrema, constrangimento extremo, distúrbios emocionais graves e sofrimentos físicos e mentais graves”.

 

A ação também tem como objetivo “expor as fragilidades e as falhas dos mecanismos de privacidade, falsamente anunciadas e promovidas do demandado Facebook”. A petição menciona como causas de ação contra o Facebook a “negligência e a quebra de contrato pela empresa”. A indenização da rede social somada ao valor solicitado ao “amigo” da americana chega a US$ 156 milhões.

 

 

Com informações de: Consultor Jurídico

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *