OAB decreta luto pela morte de Márcio Thomaz Bastos

/ 0 Comentários / 86 Visualizações /

Avalie esse post

Foto: Reprodução/Portal G1

 

O Conselho Federal da OAB lamentou o falecimento do ex-Ministro da Justiça e ex-presidente da entidade, Márcio Thomaz Bastos, na manhã desta quinta-feira, 20, em São Paulo. Foi declarado luto oficial de 7 dias, com bandeira a meio mastro.

 

O atual presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, afirmou que “Márcio será sempre inspiração para a defesa do estado de direito, dos valores constitucionais e dos fundamentos de uma sociedade civilizada”.

 

“Um brasileiro exemplar, um advogado ético e decente, um jurista de escol, um homem de família, um amigo e conselheiro. Ao luto institucional se soma a tristeza pessoal pela irreparável perda deste inigualável presidente de sempre do Conselho Federal da OAB”, assinalou Marcus Vinicius.

 

 

Trajetória

Natural de Cruzeiro (Vale do Paraíba), nasceu em 30 de julho de 1935 e graduou-se em Direito pela Universidade de São Paulo, turma de 1958. Márcio Thomaz Bastos presidiu a seccional paulista da OAB entre os anos de 1983 e 1985, vindo a ser mais tarde presidente nacional da entidade entre 1987 e 1988, tendo papel fundamental na mobilização da sociedade pela Constituinte. Entre os anos de 2003 e 2007 foi ministro da Justiça.

 

A frente da seccional, ele atuou em prol do movimento Diretas Já. Mais tarde, quando dirigiu o Conselho Federal, levou a advocacia ao papel de protagonista na elaboração da Constituição de 1988.

 

Saiba mais sobre a morte e a trajetória de Márcio Thomaz Bastos.

 

 

Com informações de OAB

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *