OAB denuncia maus tratos de animais em rodeio

/ 0 Comentários / 36 Visualizações /

Avalie esse post

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas (OAB/AL) deve encaminhar à Policia Civil denúncia envolvendo maus tratos de animais durante o evento Circuito Nacional de Rodeio, realizado em Rio Largo

 

À frente da denúncia está Rosana Jambo, presidente da Comissão de Bem Estar Animal da OAB que, por meio da assessoria de Comunicação da Ordem, informou que recebeu uma série de imagens fortes que mostrava maus tratos contra os bois, touros e bezerros durante uma brincadeira que acontece no rodeio.

“São imagens fortes, que mostram enforcamentos de bezerros, de bois sendo montados por mais de três pessoas, com atividade exaustiva sem descanso, além de um flagra de pessoas jogando areia nos olhos de alguns animais. A atividade de rodeio é regulamentada, mas o que vemos naquele espaço não é isso. E o pior, é que o relato do organizador, um homem identificado como Baiano, é que ele afirma ter incrementado o rodeio, porque o modelo tradicional não agrada o nordestino”, contou a advogada.

Jambo explicou que, na ação que será entregue à polícia, irá anexar imagens que mostram os maus tratos. “Vamos denunciar o organizador do evento e também todos os participantes que interagem com os animais em claro caso de maus tratos, assim como as autoridades cientes das práticas que estiveram patrocinando esse tipo de atitude irresponsável e criminosa. É importante que os gestores saibam que tipo de lazer estão levando para as suas cidades e que este tipo de lazer é crime”, destacou, citando o fato de o evento ter o apoio de prefeituras.

“É inadmissível que uma atividade dessa impingindo maus tratos tenha apoio de gestores municipais, pelo que não consigo vislumbrar que tenham ciência de tal caso. O que vi nas imagens me deixou estarrecida e sem dúvida iremos tomar todas as medidas cabíveis contra esse tipo de ‘brincadeira’”, revelou a advogada, garantindo também que irá denunciar o caso também ao Ministério Público

Segundo ela, por trás de rodeios e vaquejadas, existem normas a serem seguidas de proteção ao bem estar animal, além da Legislação na Lei 9605/98 que resguarda os bichos. “Mutilar, ferir, causar danos, usar instrumento para esse fim e qualquer tipo de maus tratos é crime”, afirmou.

Rio Largo foi somente a primeira cidade onde o evento acontece. Já existe programação para a cidades de Santana do Mundaú, Viçosa e São Miguel dos Campos e conta com o apoio das respectivas prefeituras.

Deixe seu Comentário