OAB e MRE abrem vaga de estágio em Direito Internacional

/ 0 Comentários / 583 Visualizações /

Avalie esse post

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores (MRE), abriu processo seletivo para uma vaga no Programa de Estágio da Coordenação-Geral de Contenciosos (CGC). O prazo para se inscrever vai de 19 de janeiro a 6 de fevereiro.

 

O objetivo do programa é desenvolver e complementar a educação, além de oferecer treinamento aos advogados na área de direito do comércio internacional. O estágio será desenvolvido na CGC do MRE, com sede em Brasília, entre os dias entre os dias 16 de março e 17 de julho de 2015.

 

Vale ressaltar que a vaga não oferece qualquer remuneração, bem como não configura vínculo empregatício. A carga horária é de 9h às 13h e de 15h às 19h, de segunda a sexta-feira.

 

O processo seletivo será composto com três fases, sendo a primeira realizada pelo Conselho Federal da OAB, por meio de sua Comissão Nacional de Relações Internacionais, responsável pelo recebimento, via e-mail, da documentação dos advogados.

 

Na segunda etapa, após a análise feita pela CGC da documentação dos pré-selecionados pela OAB, será realizada entrevista com os candidatos. A eventual especialização do candidato e a busca por diferentes áreas de atuação serão diferenciais considerados pela CGC.

 

A última etapa consiste na escolha de até dois candidatos, notificados por e-mail sobre sua aprovação, que receberão a “Declaração de aceitação das regras do programa de estágio da CGC”, o “Termo de confidencialidade” e o “Termo de compromisso” para assinatura e devolução à CGC. O candidato escolhido deverá confirmar sua participação no programa.

 

Participação

Para participar do programa, os candidatos deverão atender às seguintes condições:

– Nacionalidade brasileira;

– Ser advogado com inscrição regular na OAB. Preferência será conferida a candidatos que tenham concluído ou estejam cursando pós-graduação, principalmente em Comércio Internacional; – Conhecimento em Direito Tributário ou no Acordo sobre a Aplicação de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias da OMC (Acordo SPS);

Fluência em inglês (comprovada por meio de certificados de proficiência ou certidões de Escolas de Idioma);

– Boa capacidade analítica e de pesquisa; e

– Interesse em temas de comércio internacional, direito tributário e no direito da OMC.

 

É obrigatório apresentar:

– Curriculum Vitae em português;

– Carta de motivação, justificando o interesse em participar do referido Programa, o potencial benefício da conclusão do Programa para o candidato e para o respectivo escritório de advocacia (se o candidato estiver vinculado a algum escritório);

– Uma ou mais cartas de recomendação, subscritas por profissionais com supervisão direta sobre o candidato; e

– Documentos que comprovem: nacionalidade brasileira; inscrição regular na OAB; pós-graduação em curso ou concluída (se for o caso); conhecimento em Direito Tributário ou no Acordo sobre a Aplicação de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias da OMC; fluência em inglês.

 

O edital pode ser acessado clicando aqui.

 

 

Com informações de OAB

 

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *